18 de set de 2013

Santo de Casa faz milagre sim!!!!

Nós na Tela conta histórias do RN

Mostra de Audiovisual Nós na Tela será realiza\da no período de 23 a 25 de setembro, no teatro de Cultura Popular. Os filmes exibidos foram produzidos por alunos das oficinas realizadas pelo interior do Estado desde 2008, sob a coordenação de Geraldo Cavalcanti.
Coletivo Nós na Tela ministra oficinas de cinema por todo o Rio Grande do Norte
Imagine você se transformar em ator, roteirista, produtor ou diretor de cinema de uma hora para a outra.  O Coletivo Nós na Tela trabalha com essa perspectiva em cidades do interior do RN, desde 2008, em parceria com Secretaria Extraordinária de Cultura do RN, via patrocínio do BNB e BNDES. Através de cursos que beneficiaram diretamente 200 pessoas, em 30 cidades, foram produzidos curtas que serão exibidos na mostra Nós na Tela, no período de 23 a 25 de setembro, a partir das 19h, no Teatro de Cultura Popular. A entrada é gratuita.
Barbearia se torna locação para filme gravado em Alexandria
Coordenador pelo cineasta Geraldo Cavalcanti, com direção de arte de Guaraci Gabriel, oficinas de interpretação por Silbene Sil, além de outros profissionais, a equipe já visitou cerca de 30 cidades, beneficiando diretamente 200 pessoas, e indiretamente todas as comunidades. “O Nós na Tela é um coletivo de profissionais ligados ao audiovisual. Nas oficinas, participamos mais intensamente do dia a dia de pessoas que sequer sonhavam em atuar no cinema”, explica Geraldo.
Os filmes exibidos começam por Belísssima, realizado em Caicó na primeira leva do projeto, em 2008, e os demais foram produzidos a partir de 2010 (ver programação abaixo). A cada oficina, os alunos – de faixas etárias e graus de instrução variados – surgem os trabalhos baseados em argumentos que recontam histórias e “causos” dos lugares percorridos. “Estamos muito orgulhosos com o resultado das oficinas, porque as pessoas não se imaginam capazes de participar do processo de elaboração e produção de um filme”, destaca Geraldo.

Vaqueiro, um dos tipos retratados nos filmes do Nós na Tela
As ações contribuem para melhorar a auto-estima das pessoas, que vêem suas histórias recontadas na tela. “A gente percebe como tem gente com intuição e sensibilidade”, frisa. Mantendo o objetivo de levar o cinema a quem nunca se permitiu sonhar enm realizar filmes, o Coletivo Nós na Tela ultrapassa as fronteiras do do RN, através de ideias compartilhadas em eventos internacionais. Geraldo conta que realizou uma ação no Ceduc em que reeducandos foram convidados a fazer desenhos sobre o que é liberdade.
Geraldo Cavalcanti (de óculos) é o idealizador do Nós na Tela
As ilustrações foram impressas emn camisetas e presenteadas a cineastas. “Teve uma repercussão tão boa que fomos convidados a ir para Nova York conhecer a Ghetto Film School, escola idealizada pelos cineastas Spike Lee e Danny Boyle”, disse. A equipe do Nós na Tela é formada por Geraldo Cavalcanti (direção), Guaraci Gabriel (direção de arte),  Silbene Sil (interpretação), Nilson Eloy (áudio), Suerda Morais (edição), Gidiel Freire (exibição), Raniere Fernandes e Amanda Oliveira (produção).

Serviço:
Curta Nós na Tela – Mostra de Audiovisual – 23 a 25/09, a partir das 19h30. Teatro de Cultura Popular (R., Jundiaí, 641. Tirol). Tel.: (84) 3232-5307.  Entrada franca. 
Programação: 
Dia 23/09 - Filmes: Os Causos de Tomás Cabé (Docudrama/12min/São Tomé/RN), Belíssima (Docudrama/10min/Caicó-RN), Esquizofrenia (Suspense/21min/São José do Mipibu-RN). 
Dia 24/09 - Filmes: Lendas do Catu (Docudrama/22min/Goianinha-RN) e O Reencontro  (Drama/26min/Jardim do Seridó-RN). 
Dia 25/09 - Filme: Em Família (Drama/44min/São José de Campestre-RN). 

14 de set de 2013

Programação Cultural de Setembro

 Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

Nordeste Independente

O troféu imbecil da vez vai para: Gustavo Zanelli!!!



Tenho muito amor ao Brasil, mas em saber que prolifera imbecis da marca de Gustavo Zanelli no mundo que eu Digo, Tenho muito orgulho de ser NORDESTINO. Seria muito bom que ele iniciasse uma guerra para separar o Brasil do Nordeste, como seríamos melhores. Viver sem exploração, com a generosidade e ter no coração o berço de uma cultura assim tipo exportação que aviso: precisa de guerra não. Só dê inicio a esse favor e que o munido nos livre de imbecis da sua qualidade que ainda precisa do Nordeste para acreditar é alguma coisa. Seu Coisa!!

http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2013/09/advogado-agiu-com-incivilidade-diz-psicologo-sobre-gustavo-zanelli.html

11 de set de 2013

Inferno são os outros


O que seria da tua beleza
se eu fechasse os meus olhos para você?
Do que adiantaria essa tua ideologia
se a tua própria liberdade se transformasse em opressão?

Escute o meu silêncio
Talvez você nem tenha percebido
que eu te quis também
Se ao menos eu pudesse te mostrar
que o inferno são os outros

Você não quis me escutar
e o tempo não parou

Vou sair pra ver o sol
Vou mentir e dizer que eu não sou feliz
Vou sair pra ver o sol
Deixo a porta aberta se quiser voltar
mas saiba que eu também consigo viver só

A solidão quem me ensinou a ser mais forte
E a qualquer lugar eu vou sem medo

Você não quis me escutar
e o tempo não parou


e por falar em caminhos...





Chegança

14/08/13

Como é bom te ver chegar
depois de fugas incansáveis
depois de esquivas milimétricas
depois de tanto recusar

Como é bom te ver chegar
nos lugares mais diversos
nos momentos mais distintos
depois de tanto abdicar

Como é bom te ver chegar
sempre em minha direção
reivindicando nós dois
depois de tanta negação

Como é bom te ver chegar
como um rio sedento
que não se contém entre margens
inundando terra e mar

Como é bom te ver chegar
assim, permanentemente
a querer urgentemente
o nosso amor conjugar

Como é bom te ver chegar
despida de covardia
eu acho que mais-valia
você nunca mais partir


Bruno Costa