28 de jun de 2011

Técnicas para colocar um preservativo!

20 de jun de 2011

Recordar é viver

Lei de Darvin


Só as mães são felizes

Coisas que nossas mães diziam e faziam...

Uma forma, hoje condenada pelos educadores e psicólogos, mas funcionou com a gente e por isso não saímos seqüestrando a namorada, nem matando os outros por aí, nem matando os nossos pais só para ficar com a herança e achar que seria feliz para sempre com o namorado tb assassino...

Minha mãe ensinou a VALORIZAR O SORRISO...
"ME RESPONDE DE NOVO E EU TE ARREBENTO OS DENTES!"

Minha mãe me ensinou a RETIDÃO.
"EU TE AJEITO NEM QUE SEJA NA PANCADA!"

Minha mãe me ensinou a DAR VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS...
"SE VOCÊ E SEU IRMÃO QUEREM SE MATAR, VÃO PRA FORA. ACABEI DE LIMPAR A CASA!"

Minha mãe me ensinou LÓGICA E HIERARQUIA..-.
"PORQUE EU DIGO QUE É ASSIM! PONTO FINAL! QUEM É QUE MANDA AQUI?"

Minha mãe me ensinou o que é MOTIVAÇÃO...
"CONTINUA CHORANDO QUE EU VOU TE DAR UMA RAZÃO VERDADEIRA PARA VC CHORAR!"

Minha mãe me ensinou a CONTRADIÇÃO...
" FECHA A BOCA E COME!"

Minha Mãe me ensinou sobre ANTECIPAÇÃO...
"ESPERA SÓ ATÉ SEU PAI CHEGAR EM CASA!"

Minha Mãe me ensinou sobre PACIÊNCIA....
"CALMA!... QUANDO CHEGARMOS EM CASA VOCÊ VAI VER SÓ..."

Minha Mãe me ensinou a ENFRENTAR OS DESAFIOS...
"OLHE PARA MIM! ME RESPONDA QUANDO EU TE FIZER UMA PERGUNTA!"

Minha Mãe me ensinou sobre RACIOCÍNIO LÓGICO...
"SE VOCÊ CAIR DESSA ÁRVORE VAI QUEBRAR O PESCOÇO E EU VOU TE DAR UMA SURRA!"

Minha Mãe me ensinou MEDICINA...
"PÁRA DE FICAR VESGO MENINO! PODE BATER UM VENTO E VOCÊ VAI FICAR ASSIM PARA SEMPRE."

Minha Mãe me ensinou sobre o REINO ANIMAL...
"SE VOCÊ NÃO COMER ESSAS VERDURAS, OS BICHOS DA SUA BARRIGA VÃO COMER VOCÊ!"

Minha Mãe me ensinou sobre GENÉTICA...
"VOCÊ É IGUALZINHO AO SEU PAI!"

Minha Mãe me ensinou sobre minhas RAÍZES...
"TÁ PENSANDO QUE NASCEU DE FAMÍLIA RICA É?"

Minha Mãe me ensinou sobre a SABEDORIA DE IDADE...
"QUANDO VOCÊ TIVER A MINHA IDADE, VOCÊ VAI ENTENDER."

Minha Mãe me ensinou sobre JUSTIÇA...
"UM DIA VOCÊ TERÁ SEUS FILHOS, E EU ESPERO ELES FAÇAM PRÁ VOCÊ O MESMO QUE VOCÊ FAZ PRA MIM! AÍ VOCÊ VAI VER O QUE É BOM!"

Minha mãe me ensinou RELIGIÃO...
"MELHOR REZAR PARA ESSA MANCHA SAIR DO TAPETE!"

Minha mãe me ensinou o BEIJO DE ESQUIMÓ...
"SE RABISCAR DE NOVO, EU ESFREGO SEU NARIZ NA PAREDE!"

Minha mãe me ensinou CONTORCIONISMO.-..
"OLHA SÓ ESSA ORELHA! QUE NOJO!"

Minha mãe me ensinou DETERMINAÇÃO..-.
"VAI FICAR AÍ SENTADO ATÉ COMER TODA COMIDA!"

Minha mãe me ensinou habilidades como VENTRÍLOQUO...
"NÃO RESMUNGUE! CALA ESSA BOCA E ME DIGA POR QUE É QUE VOCÊ FEZ ISSO?"

Minha mãe me ensinou a SER OBJETIVO...
"EU TE AJEITO NUMA PANCADA SÓ!"

Minha mãe me ensinou a ESCUTAR .....
"SE VOCÊ NÃO ABAIXAR O VOLUME, EU VOU AÍ E QUEBRO ESSE RÁDIO!"

Minha mãe me ensinou a TER GOSTO PELOS ESTUDOS..
"SE EU FOR AÍ E VOCÊ NÃO TIVER TERMINADO ESSA LIÇÃO, VOCÊ JÁ SABE!...."

Minha mãe me ajudou na COORDENAÇÃO MOTORA...
"AJUNTA AGORA ESSES BRINQUEDOS!! PEGA UM POR UM!!"

Minha mãe me ensinou os NÚMEROS...
"VOU CONTAR ATÉ DEZ. SE ESSE VASO NÃO APARECER VOCÊ LEVA UMA SURRA!" 

duelo musical

Dia dos Namorados passou, mas o romantismo continua...

Mulher - Onde você vai?
Homem - Vou sair um pouco.
Mulher - Vai de carro?
Homem - Sim.
Mulher - Tem gasolina?
Homem - Sim…. coloquei. 
Mulher - Vai demorar?
Homem - Não… coisa de uma hora.
Mulher - Vai a algum lugar específico?
Homem - Não… só rodar por aí.
Mulher - Não prefere ir a pé?
Homem - Não… vou de carro.
Mulher - Traz um sorvete pra mim!
Homem - Trago… que sabor?
Mulher - Manga.
Homem - Ok… na volta eu passo e compro.
Mulher - Na volta?
Homem - Sim… senão derrete. 
Mulher - Passa lá, compra e deixa aqui..
Homem - Não… melhor não! Na volta… é rápido!
Mulher - Ahhhhh!
Homem - Quando eu voltar eu tomo com você!
Mulher - Mas você não gosta de manga!
Homem - Eu compro outro… de outro sabor.
Mulher - Aí fica caro… traz de cupuaçu!
Homem - Eu não gosto também.
Mulher - Traz de chocolate… nós dois gostamos.
Homem - Ok! Beijo… volto logo….
Mulher - Ei!
Homem - O que?
Mulher - Chocolate não… Flocos…
Homem - Não gosto de flocos!
Mulher - Então traz de manga prá mim e o que quiser prá você.
Homem - Foi o que sugeri desde o começo! 
Mulher - Você está sendo irônico?
Homem - Não tô não! Vou indo. 
Mulher - Vem aqui me dar um beijo de despedida!
Homem - Querida! Eu volto logo… depois.
Mulher - Depois não… quero agora!
Homem - Tá bom! (Beijo.)
Mulher - Vai com o seu ou com o meu carro?
Homem - Com o meu. 
Mulher - Vai com o meu… tem cd player… o seu não!
Homem - Não vou ouvir música… vou espairecer…
Mulher - Tá precisando?
Homem - Não sei… vou ver quando sair!
Mulher - Demora não!
Homem - É rápido… (Abre a porta de casa.)
Mulher - Ei!
Homem - Que foi agora?
Mulher - Nossa!!! Que grosso! Vai embora!
Homem - Calma… estou tentando sair e não consigo! 
Mulher - Porque quer ir sozinho? Vai encontrar alguém?
Homem - O que quer dizer?
Mulher - Nada… nada não!
Homem - Vem cá… acha que estou te traindo?
Mulher - Não… claro que não… mas sabe como é?
Homem - Como é o quê?
Mulher - Homens!
Homem - Generalizando ou falando de mim? 
Mulher - Generalizando.
Homem - Então não é meu caso… sabe que eu não faria isso!
Mulher - Tá bom… então vai.
Homem - Vou.
Mulher - Ei! 
Homem - Que foi, cacete?
Mulher - Leva o celular, estúpido!
Homem - Prá quê? Prá você ficar me ligando?
Mulher - Não… caso aconteça algo, estará com celular.
Homem - Não… pode deixar…
Mulher - Olha… desculpa pela desconfiança, estou com saudade, só isso!
Homem - Ok, meu amor… Desculpe-me se fui grosso. Tá.. eu te amo!
Mulher - Eu também! Posso futricar no seu celular?
Homem - Prá quê?
Mulher - Sei lá! Joguinho!
Homem - Você quer meu celular prá jogar?
Mulher - É.
Homem - Tem certeza?
Mulher - Sim.
Homem - Liga o computador… lá tem um monte de joguinhos!
Mulher - Não sei mexer naquela lata velha!
Homem - Lata velha? Comprei pra a gente mês passado!
Mulher - Tá..ok… então leva o celular senão eu vou futricar… 
Homem - Pode mexer então… não tem nada lá mesmo…
Mulher - É?
Homem - É.
Mulher - Então onde está?
Homem - O quê?
Mulher - O que deveria estar no celular mas não está…
Homem - Como!?
Mulher - Nada! Esquece! 
Homem - Tá nervosa?
Mulher - Não… tô não…
Homem - Então vou! 
Mulher - Ei!
Homem - O que ééééééé, caralho?
Mulher - Não quero mais sorvete não!
Homem - Ah é?
Mulher - É!
Homem - Então eu também não vou sair mais não!
Mulher - Ah é?
Homem - É.
Mulher - Oba! Vai ficar comigo?
Homem - Não vou não… cansei… vou dormir!
Mulher - Prefere dormir do que ficar comigo?
Homem - Não… vou dormir, só isso!
Mulher - Está nervoso?
Homem - Claro, porra!!!
Mulher - Porque você não vai dar uma volta para espairecer?
Homem - Ah, vai tomar no cu…

19 de jun de 2011

uma piada de amor

Quase no fim de uma  entrevista coletiva, um repórter  fez a seguinte pergunta aos três políticos presentes :
"- Senhores, se vocês fossem solteiros, com quem os senhores gostariam de se casar? "
O primeiro a responder foi o Governador Aécio Neves:
" - Eu me casaria com a Natália Guimarães, a mulher mais bonita do Brasil! "
Então, um bêbado, lá no fundo, batendo palmas, grita:
" - Isso mesmo, muito bom, casou pela beleza, é isso ai, muito bom! "
Logo após, o Governador Geraldo Alckmin deu a sua resposta:
" - Eu me casaria com a Lu, pois eu a amo e ela me ama! "
O bêbado, mais uma vez:
"- Muito bem, é isso ai, casou por amor, valeu!! Muito bom!"
E então, a
 Prefeita Micarla de Sousa, demagoga como sempre, deu a sua resposta:
" - Se não tivesse me casado, eu me casaria com Natal, meu coração pertence a esta cidade! "
O bêbado, aprontando um baita estardalhaço, respondeu lá de trás:
" - É isso aí, muito bom, isso que é mulher honrada:
 FUDEU, TEM QUE CASAR...!!!  

A Justiça no Brasil

    Num julgamento em Lins , o Promotor de Justiça chama sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada. Para começar a construir a sua linha de argumentação, o Promotor pergunta à velhinha: -Dona Genoveva, a senhora me conhece, sabe quem sou eu e o que Faço? - Claro que eu o conheço, ! Eu o conheci bebê. Só chorava, e francamente, você me decepcionou. Você mente, você trai sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos e adora fofocas. Você acha que é influente e respeitado na cidade, quando na realidade você é apenas um coitado. Nem sabe que a filha esta grávida, e pelo que sei, nem ela sabe quem é o pai. Ah, se eu o conheço! Claro que conheço! O Promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava ouvindo. Ele fica mudo, olhando para o Juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à velhinha: - E o advogado de defesa, a senhora o conhece? A velhinha responde imediatamente: - O Robertinho? É Claro que eu o conheço! Desde criancinha. Eu cuidava dele para a Marina, a mãe dele, pois sempre que o pai dele saia, a mãe ia pra algum outro "compromisso". E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólatra e sempre quer dar lição de moral nos outros sem ter nenhuma para ele. Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os 4 processos em que atuou. Além de ser traído pela mulher com o mecânico... com o mecânico!!! Neste momento, o Juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, se debruça na bancada e fala baixinho aos dois:
    "Se algum de vocês perguntar a esta velha filha de uma égua se ela me conhece, vai sair desta sala preso..... Fui claro???"*

A sabedoria secular dos chineses vai dominar o mundo.


Sabedoria chinesa


Uma mulher pergunta a um sábio chinês:

- Mestre, por que um homem que faz sexo com várias mulheres é chamado de campeão, e uma mulher que faz sexo com vários homens é chamada de vagabunda?

E o mestre responde:

- Filha, uma chave que abre várias fechaduras é uma chave-mestra. Já uma fechadura que abre com qualquer chave, não serve para nada.

Meditemos...

Dzi Croquettes

Infortúnio - Funérea entrevista Aline (animação) - 14/12/2010

Temos o orgulho de Lembrar

Para Micarla Refletir, sobre como era ser um bom prefeito, para não chamar de perfeito.

Sacanagem Braba

Que Coisa

A palavra "coisa" é um bombril do idioma. Tem mil e uma utilidades. É aquele tipo de termo-muleta ao qual a gente recorre

sempre que nos faltam palavras para exprimir uma idéia. Coisas do
português.

A natureza das coisas: gramaticalmente, "coisa" pode ser substantivo,
adjetivo, advérbio. Também pode ser verbo: o Houaiss registra a
forma "coisificar". E no Nordeste há "coisar": "Ô, seu coisinha,
você já coisou aquela coisa que eu mandei você coisar?".

Coisar, em Portugal, equivale ao ato sexual, lembra Josué Machado.
Já as "coisas" nordestinas são sinônimas dos órgãos genitais,
registra o Aurélio. Na Paraíba e em Pernambuco, "coisa" também é cigarro de
maconha. Em Olinda, o bloco carnavalesco Segura a Coisa tem um baseado
como símbolo em seu estandarte. Alceu Valença  canta: "Segura a
coisa com muito cuidado / Que eu chego já." E, como em Olinda sempre
há bloco mirim equivalente ao de gente grande, há também o Segura a
Coisinha.

Na literatura, a "coisa" é coisa antiga. Antiga, mas modernista:
Oswald de Andrade escreveu a crônica O Coisa em 1943. A Coisa é
título de romance de Stephen King. Simone de Beauvoir escreveu A
Força das Coisas, e Michel Foucault, As Palavras e as Coisas.

Em Minas Gerais, todas as coisas são chamadas de trem. Menos o trem,
que lá é chamado de "a coisa". A mãe está com a filha na
estação, o trem se aproxima e ela diz: "Minha filha, pega os trem
que lá vem a coisa!".

Devido lugar

Coisa não tem sexo: pode ser masculino ou feminino. Coisa-ruim é o
capeta. Coisa boa é a Juliana Paes. Nunca vi coisa assim! Coisa de
cinema! A Coisa virou nome de filme de Hollywood, que tinha o seu
Coisa no recente Quarteto Fantástico. Extraído dos quadrinhos, na TV
o personagem ganhou também desenho animado, nos anos 70. E no
programa Casseta e Planeta, Urgente!, Marcelo Madureira faz o
personagem "Coisinha de Jesus".

Coisa também não tem tamanho. Na boca dos exagerados, "coisa
nenhuma" vira "coisíssima". Mas a "coisa" tem história na MPB.

No II Festival da Música Popular Brasileira, em 1966, estava na
letra das duas vencedoras: Disparada, de Geraldo Vandré ("Prepare seu
coração / Pras coisas que eu vou contar"), e A Banda, de Chico
Buarque ("Pra  ver a banda passar / Cantando coisas de amor"), que
acabou de ser relançada num dos CDs triplos do compositor, que a Som
Livre remasterizou. Naquele ano do festival, no entanto, a coisa tava
preta (ou melhor, verde-oliva). E a turma da Jovem Guarda não tava
nem aí com as coisas: "Coisa linda / Coisa que eu adoro".

Cheio das coisas

As mesmas coisas, Coisa bonita, Coisas do coração, Coisas que não
se esquece, Diga-me coisas bonitas, Tem coisas que a gente não tira
do coração. Para Maria Bethânia, o diminutivo de coisa é uma questão
de quantidade (afinal, "são tantas coisinhas miúdas"). Já para Beth Carvalho,
é de carinho eintensidade ("ô coisinha tão bonitinha do pai").
Gal. "Esse papo já tá qualquer coisa... Já qualquer coisa doida dentro mexe."
Essa coisa doida é uma citação da música Qualquer Coisa, de Caetano,
que canta também: "Alguma coisa está fora da ordem."

Por essas e por outras, é preciso colocar cada coisa no devido
lugar. Uma coisa de cada vez, é claro, pois uma coisa é uma coisa;
outra coisa é outra coisa. E tal coisa, e coisa e tal. O cheio de
coisas é o indivíduo chato, pleno de não-me-toques. O cheio das
coisas, por sua vez, é o sujeito estribado. Gente fina é outra
coisa. Para o pobre, a coisa está sempre feia: o salário-mínimo
não dá pra coisa nenhuma.

A coisa pública não funciona no Brasil. Desde os tempos de Cabral.
Político quando está na oposição é uma coisa, mas, quando assume
o poder, a coisa muda de figura. Quando se elege, o eleitor pensa:
"Agora a coisa vai." Coisa nenhuma! A coisa fica na mesma. Uma coisa
é falar; outra é fazer. Coisa feia! O eleitor já está cheio dessas
coisas!

Coisa à  toa

Se você aceita qualquer coisa, logo se torna um coisa qualquer, um
coisa-à-toa. Numa crítica feroz a esse estado de coisas, no poema
Eu, Etiqueta, Drummond radicaliza: "Meu nome novo é coisa. Eu sou a
coisa, coisamente." E, no verso do poeta, "coisa" vira "cousa".

Se as pessoas foram feitas para ser amadas e as coisas, para ser
usadas, por que então nós amamos tanto as coisas e usamos tanto as
pessoas? Bote uma coisa na cabeça: as melhores coisas da vida não
são coisas. Há coisas que o dinheiro não compra: paz, saúde,
alegria e outras cositas más.

Mas, "deixemos de coisa, cuidemos da vida, senão chega a morte ou
coisa parecida", cantarola Fagner em Canteiros, baseado no poema
Marcha, de Cecília Meireles, uma coisa linda. Por isso, faça a coisa
certa e não esqueça o grande mandamento: "amarás a Deus sobre todas
as coisas".           _ENTENDEU O ESPíRITO DA COISA?_

Qual será o futuro desse menino?

Publicar postagem

Bela!!!!! Sem Comentários!!!!!!!!!!!!!

Dica do Chef

Mesmo me limitando a comer poucas coisas não sou uma pessoa de reclamar de comida, sempre me lembro que há quem não tenha o que comer quando não estou gostando do que tenho a comer, como algumas pessoas sabem,estou trabalhando na cidade de Parnamirim/RN e para almoçar me resta o Restaurante Popular, mais conhecido como: Barriga Cheia, pois este foi o “carinhoso” nome que teve este restaurante na época do Governador Fernando Freire.
O que eu tenho a dizer é que sempre que faço o meu prato no requintado restaurante é se lá tem nutricionista, se as pessoas que lá trabalham têm coragem de comer aquilo e se a distinta governadora Rosalba não faz umas visitas surpresas para comer junto com o povo que a elegeu a tão saborosa lavagem* fico pensando no que se passa na cabeça da equipe de nutricionistas deste tão importante projeto a (de)serviço do povo. Afinal a alimentação é uma coisa sagrada e há uma diferença bem grande entre alimentação boa e simples para o lixo jogado aos pratos como é servido pelo menos no Restaurante Popular de Parnamirim**. Há! o lugar não tem toaletes, nem guardanapos. Quando terminamos de almoçar temos que sair com a boca suja.

* nome dado a comida de porcos.
** A realidade citada neste desabafo é exclusivo a Parnamirim, não conheço os outros restaurantes.



Logo mais prometo registrar imagens dos pratos servidos lá!

16 de jun de 2011



Versão avançada de micarla, já sabe ler. esta é para lembrar que logo mais temos eleição para prefeito e o fora Micarla não basta se continuarmos votando errado!

14 de jun de 2011

Como nunca mais falei da musa do blog...


Micarla Couro de Pica

A vida tá dificil 
todo mundo identifica
a prefeita de Natal
é como couro de pica
uns dizem fora Micarla
outros dizem:
Micarla Fica


Wecsley

4 de jun de 2011

poesia em ação